Ester Minga é doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, mestre em Comunicação e Semiótica e bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Brasil). Foi coordenadora de grupo regional na edição de 2020 do Global Media Monitoring Project (GMMP), o mais amplo estudo mundial sobre género nos media, e bolseira de investigação no projeto RadioActive Portugal, vencedor do Prémio Inclusão e Literacia Digital, concedido em 2014 pela Rede TIC e Sociedade (FCT). Os seus interesses de investigação abrangem as representações, presentes e também promovidas pelos media, de sujeitos imigrantes e experiências de mobilidade na inter-relação entre raça, género e sexo.